MEDITAÇÃO PARA O AMOR E O PERDÃO - METTA BHAVANA - BUDA - LOCUÇÃO CARLA DE ARAÚJO (VÍDEO)


MEDITAÇÃO PARA O AMOR E O PERDÃO
Metta Bhavana - BUDA


Metta Bhavana: meditação do Amor Universal

Metta significa Amor incondicional, maneira sublime de viver.

Esta meditação é tirada de um dos mais belos e populares discursos proferidos pelo Buddha – Metta sutta.

O ódio não se destrói pelo ódio, destrói-se o ódio pelo Amor, esta é uma verdade eterna.
Que eu seja feliz.
Que eu possa me libertar de todo sofrimento.
Que eu tenha saúde perfeita.
Que eu possa superar todos os meus defeitos.
Que eu possa purificar minha mente.
Que eu seja feliz.
Que eu possa superar a cobiça e a raiva; a dor e o lamento; a opressão e a ansiedade; a angústia e a inimizade; oh, que a felicidade tome conta de mim!

Que eu possa desenvolver o Amor Universal: a bondade amorosa, a compaixão a todos os seres, a boa vontade e a não-violência, a equanimidade, a paciência e o contentamento.
Que a felicidade tome conta de mim!

Que eu possa ultrapassar a decadência e a morte e me libertar da tristeza e lamentação, dor, pesar, ressentimento e desespero.
Que eu possa evitar o mal, fazer apenas o bem e purificar a minha mente, pois é este o conselho de todos os Buddhas.

Aquele que se esforça em fazer o bem e que deseja atingir o estado de tranquilidade, deve agir assim: deve ser hábil, correto, obediente, gentil e humilde.
Alegre, fácil de contentar, que não se deixe afetar pelos assuntos mundanos, controlado em seus sentidos, discreto, não imprudente e não demasiadamente apegado à família.
Que nada faça de mesquinho e evite cometer o mais leve erro que os sábios possam censurar. Que todos os seres sejam felizes.
Que estejam ditosos e em segurança.

Onde existir um sopro de vida, seja fraco ou forte, grande, médio ou pequeno, visível ou invisível, próximo ou longínquo, nascido ou por nascer, que todos os seres estejam em segurança e felizes e possam por fim atingir a plena tranquilidade.

Que ninguém decepcione o seu próximo, nem despreze um ser mínimo que seja; que ninguém por cólera ou ódio deseja mal a outrem.
Assim como a mãe, que protegeria o seu único filho, mesmo com o risco da própria vida, da mesma forma, cultivemos um infinito amor a todos os seres.

Que cultivemos o Amor Universal e o projetemos em todas as direções do mundo, acima, abaixo e à volta, sem limite, com bondade amorosa e benevolência infinita a amigos, estranhos e inimigos.

Quando em pé, andando, sentados ou deitados, durante todo o tempo em que estivermos acordados, deveremos desenvolver a plena atenção mental e o amor universal.
Isto, dizem, é a mais elevada conduta aqui.

Que não abracemos erróneos pontos de vista; virtuosos e dotados de introspecção, desta maneira superaremos o apego aos desejos dos sentidos.

Verdadeiramente, a felicidade será para sempre o meu destino.Verdadeiramente, a felicidade será para sempre o meu destino.

Verdadeiramente, a felicidade será para sempre o meu destino.

Na Meditação de Metta estamos focados no desenvolvimento das qualidades saudáveis da mente e no compartilhamento deste mérito com todos os seres.

Metta, de fato, pode ser desenvolvida somente se pudermos doá-la para inúmeros seres sem discriminação ou sem expectativa de ganhar algo em retorno.

Deve ser livre do egoísmo ou do apego.

O objecto da meditação de metta deveriam ser infinitos seres.

Sendo assim, metta deve ser estendida a todos os seres sem exceção.

Que todos os seres possam estar bem e felizes, isso abarca todos os seres vivos.”

Que todos os seres fiquem bem.

Que todos os seres sejam felizes.

Que todos os seres alcancem a Paz!


BHAVANTU SARVA MANGALAM
OM SHANTI SHANTI SHANTIHÍ

Sadhu, sadhu, sadhu...

Esta meditação foi tirada de um dos mais belos discursos proferidos por BUDA.





LINK YOUTUBE


Locução: Karla de Araújo 
www.constelarcomkarla.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SAMADHI - FILME EM HD SOBRE A CONSCIÊNCIA CÓSMICA

MUDRAS E SUA IMPORTÂNCIA NO FLUXO DE ENERGIAS E EQUILÍBRIO DA MENTE - PEDRO KUPFER

9 ESTÁGIOS DA MEDITAÇÃO SHAMATA